quarta-feira, 16 de maio de 2018

CARBONÁRIO É PATRIOTA, É MACÔNICO!!!

Imagem relacionada
Originada na Itália no começo de 1800, a Carbonária atuou como uma sociedade revolucionária e oculta em países da Europa como Espanha, França e na própria Itália no período que compreende os séculos XIX e XX. Acreditava em valores liberais e era notavelmente marcada pelo anti-clericalismo.
Na época da dominação napoleônica foi formado na Itália um grupo de resistência que contava com integrantes da Carbonária. Com uma organização e alguns princípios parecidos com os dos maçons - combate ao absolutismo, defesa dos ideais liberais - ambos os grupos estiveram ligados em alguns momentos (à época, alguns integrantes faziam parte das duas organizações).
No território italiano, a Carbonária teve sua primeira formação na cidade de Nápoles, que no período estava sob domínio de Joaquim Murat - general francês - que era cunhado de Napoleão Bonaparte. Presente na luta armada contra o exército da França nessa região, a Carbonária  era contra a espoliação da Itália por parte dos franceses, mas defendiam os mesmos ideais de Bonaparte. Após conseguirem expulsar o exército francês, a Carbonária pretendia iniciar um processo de unificação na Itália por meio de uma revolução natural do operariado - sob comando de intelectuais e estudantes - e implantação da ideologia liberal. Ao contrário de outros grupos, a Carbonária não apresentava conexões populares, sendo uma sociedade oculta que atuava de forma sigilosa sem anunciar suas ações. 

Resultado de imagem para CARBONÁRIO no Brasil
Resultado de imagem para CARBONÁRIO no Brasil

Os legítimos herdeiros do revolucionário italiano Guiseppe Garibaldi A Carbonária, uma lendária corrente prática da Maçonaria - que atua legalmente no Brasil como uma Obediência Maçônica Carbonária sediada em Curitiba -  “Quando os que mandam perdem a vergonha, os que obedecem perdem o respeito”. Os 
carbonários estão se manifestando via Internet, através de seu site: www.carbonaria.org

Resultado de imagem para CARBONÁRIO no Brasil

Nenhum comentário: